20 de junho de 2021
Início / Paraíba / Campina Grande, Cabedelo e Conde oferecem ‘auxílio emergencial’
Arte em Festa
(Foto: Imagem ilustrativa/Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas)

Campina Grande, Cabedelo e Conde oferecem ‘auxílio emergencial’

Benefícios serão pagos em duas parcelas e complementarão auxílio do Governo Federal

As prefeituras de Campina Grande, Cabedelo e Conde irão oferecer auxílio para pessoas em situação de vulnerabilidade por conta da pandemia.

Em Campina Grande, o cadastramento do Programa Municipal de Apoio às Famílias e Estímulo à Economia começou na última segunda-feira (5). O programa pagará R$ 400 a até 4 mil pessoas, maiores de 18 anos e residentes no município, que se encaixem nas seguintes categorias: motoristas de transportes escolares, públicos ou privados; músicos ou profissionais da música; pessoas que perderam seus empregos nos últimos 12 meses e não foram contempladas pelo seguro-desemprego nos últimos 60 dias; profissionais de restaurantes, bares e lanchonetes; decoradores e cerimonialistas de festas e vendedores ambulantes.

Cabedelo pagará R$ 400

A Prefeitura Municipal de Cabedelo abriu na última segunda-feira (5), as inscrições para trabalhadores ambulantes que queiram receber o auxílio emergencial lançado pelo Governo Municipal. O cadastro pode ser feito até o dia 16 e abril, mediante agendamento prévio através do telefone WhatsApp (83) 3250.3298.

Para ter acesso ao benefício, é necessário que o interessado seja maior de 18 anos de idade; não tenha renda comprovada; e seja trabalhador informal autônomo. O auxílio pode ser acumulativo com bolsa família e os auxílios emergenciais do Governo Federal.

Para fazer o cadastro, é necessário apresentar uma declaração ativa da Secretaria de Turismo ou documentação que comprove atividade comercial autônoma. Além da declaração, também são exigidos: cartão do SUS; comprovante de residência nominal e atual; documentação dos dependentes; comprovante de despesas fixas recorrentes e cartão do banco ou número da conta digital nominal.

Conde pagará R$ 300

A lei que criou o Programa Emergencial Temporária no âmbito do Município de Conde foi sancionada em 29 de março. A medida garante um auxílio aos trabalhadores ambulantes do comércio informal em 2 parcelas no valor de R$ 150. Segundo a lei, o benefício pode ser prorrogado durante a vigência da Emergência de Saúde Pública de Importância Nacional (Espin).

Para ter direito ao auxílio, o trabalhador deve estar previamente cadastrado na Secretaria de Trabalho e Ação Social ou na Secretaria de Turismo; residir no município de Conde; estar inscrito no Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico) e ter renda mensal de até meio salário mínimo por integrante da família.

 

Portal Correio

Inscreva-se em nosso canal!

Sobre pbpeisf

PBPE - Informação Sem Fronteira. As principais notícias do Estado da Paraíba e de Pernambuco você encontra aqui. Confira também os destaques locais das duas cidades irmãs, Itambé-PE e Pedras de Fogo-PB. Notícias, política, entretenimento, cultura, eventos, tecnologia, saúde, educação, esportes, oportunidades e muito mais! Serviços, produtos, downloads, humor, links úteis e notícias do Brasil e do Mundo.

Confira Também

Após anos de luta, Branco Mendes comemora licitação para pavimentação da PB-036 entre Alhandra e PB-008

Foram anos de luta até conseguir a tão esperada licitação para implantação e pavimentação da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *