7 de maio de 2021
Início / Notícias / Timbaúba deve separar atendimento aos casos de Covid-19 da área comum da UPA
Arte em Festa
Imagem: Reprodução/Facebook

Timbaúba deve separar atendimento aos casos de Covid-19 da área comum da UPA

A fim de garantir mais eficiência operacional e proteção aos pacientes, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou ao município de Timbaúba separar, no prazo de dez dias, o local de atendimento dos casos suspeitos de Covid-19 do prédio principal da UPA. Todo o recebimento de pessoas com suspeita de Covid-19 deve ser direcionado ao edifício anexo, que já havia sido usado com essa finalidade até janeiro deste ano, ou a outro espaço separado.

Além da mudança do ponto de atendimento, o promotor de Justiça João Elias da Silva Filho recomendou ainda que o prefeito e o secretário de Saúde de Timbaúba divulguem ostensivamente a mudança do local, com a inclusão de placas indicativas fora da UPA.

O promotor de Justiça apontou, no texto da recomendação publicada no Diário Oficial desta terça-feira (9), que a mudança se faz necessária em razão do risco de contaminação decorrente da coexistência do serviço regular da UPA e do atendimento de Covid-19 no mesmo imóvel.

“Em visita técnica realizada no dia 4 de março, foi constatado que a unidade de atendimento dos casos suspeitos de Covid-19 está localizada no mesmo prédio da UPA, dividido apenas por biombos e com ínfima capacidade de conter o acesso de pessoas de tal unidade para o rol comum da UPA e vice-versa. Também foram apresentados relatos de pessoas que, buscando atendimento na unidade de Covid-19, confundiram-se quanto ao acesso, expondo os pacientes e equipes de saúde da UPA a risco de contaminação”, relatou João Elias da Silva Filho.

Ainda segundo o promotor de Justiça, o prédio anexo da UPA representa a melhor alternativa por se tratar de imóvel recentemente reformado e adaptado para o atendimento de pessoas com sintomas da Covid-19 e até para a internação de casos moderados. Além disso, a equipe profissional dedicada aos casos de Covid-19 já existe e não faz parte do quadro da UPA regular, de modo que a reabertura do anexo não iria gerar nenhuma necessidade de novas contratações.

Outro ponto que foi recomendado pelo MPPE é a realocação, no mesmo prazo de dez dias, de todos os equipamentos adquiridos com recursos destinados ao combate à pandemia à unidade de atendimento de Covid-19, em especial os dois respiradores, que foram trasladados para a sala vermelha da UPA.

“Hoje, diante da necessidade de uso dos respiradores, o paciente com Covid-19 obrigatoriamente será levado para a sala vermelha da UPA, aumentando o risco de contaminação da unidade. Logo, a mudança das instalações para o prédio anexo, além de ofertar melhores condições para toda a equipe de saúde, certamente se traduzirá em mais conforto para os pacientes e diminuição no risco de transmissão do novo Coronavírus”, complementou o promotor de Justiça.

Inscreva-se em nosso canal!

Sobre pbpeisf

PBPE - Informação Sem Fronteira. As principais notícias do Estado da Paraíba e de Pernambuco você encontra aqui. Confira também os destaques locais das duas cidades irmãs, Itambé-PE e Pedras de Fogo-PB. Notícias, política, entretenimento, cultura, eventos, tecnologia, saúde, educação, esportes, oportunidades e muito mais! Serviços, produtos, downloads, humor, links úteis e notícias do Brasil e do Mundo.

Confira Também

Prefeito de Buenos Aires sofre tentativa de assalto em comunidade rural do município.

O prefeito do município de Buenos Aires, Fabinho Queiroz (PSD) foi vítima de uma tentativa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *