27 de setembro de 2020
Início / Notícias / Homem é preso em Santa Rita vendendo “garrafada” para curar coronavírus por R$ 100
Arte em Festa Recepções
No local havia garrafas com rótulos específicos para cada doença (Foto: Reprodução)

Homem é preso em Santa Rita vendendo “garrafada” para curar coronavírus por R$ 100

O homem, de 49 anos, anunciava o produto nas redes sociais e afirmava que a substância era capaz de curar doenças como Aids, câncer e covid-19.

Um homem foi preso em Santa Rita, na noite dessa quinta-feira (30), acusado de vender um falso medicamento com a promessa de curar Aids, câncer e covid-19. O produto, um tipo de ‘garrafada’, era vendido por R$ 100 o litro.

A ação, que teve o apoio do Ministério Público da Paraíba e Agência Estadual de Vigilância Sanitária, ocorreu no bairro de Marcos Moura, em Santa Rita.

Segundo a Polícia Civil, o homem de 49 anos vinha sendo investigado por equipes da Delegacia Seccional de Santa Rita por anunciar em redes sociais um falso medicamento feito à base de ervas.

Após obter ordens judiciais, os policiais civis realizaram buscas em um imóvel comercial usado pelo suspeito para a fabricação do falso medicamento.

No local foram encontrados vários insumos e utensílios usados na produção. O imóvel não possuía alvará de funcionamento e nem autorizações sanitárias para ser utilizado como local de fabricação de medicamentos.

O comércio foi interditado e o homem foi preso em flagrante delito e autuado por crime contra a saúde pública. O delito é considerado hediondo e a pena máxima é de 15 anos.

Ele foi conduzido para a carceragem da Central de Polícia Civil, em João Pessoa.

Click/PB

Inscreva-se em nosso canal!

Sobre pbpeisf

PBPE - Informação Sem Fronteira. As principais notícias do Estado da Paraíba e de Pernambuco você encontra aqui. Confira também os destaques locais das duas cidades irmãs, Itambé-PE e Pedras de Fogo-PB. Notícias, política, entretenimento, cultura, eventos, tecnologia, saúde, educação, esportes, oportunidades e muito mais! Serviços, produtos, downloads, humor, links úteis e notícias do Brasil e do Mundo.

Confira Também

Após 7 anos preso injustamente, homem relata dificuldade em conseguir emprego

Eridan Constantino foi preso em 2011, suspeito de latrocínio. Em 2013, a Justiça o absolveu …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.