23 de setembro de 2020
Início / Pernambuco / Família denuncia que mulher morreu após sofrer queda em hospital no Grande Recife
Arte em Festa Recepções
Hospital Dom Helder Câmara fica no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife — Foto: Reprodução/TV Globo

Família denuncia que mulher morreu após sofrer queda em hospital no Grande Recife

Glaucia Barros de Souza diz que a laudo da morte da mãe, internada com suspeita de infarto, aponta traumatismo craniano. Hospital informou que está investigando o caso

A família de uma idosa de 75 anos anos denunciou que ela morreu após sofrer uma queda enquanto estava internada no Hospital Metropolitano Sul Dom Helder Câmara, localizado em Ponte dos Carvalhos, no Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife. A mulher deu entrada no local no dia 8 de abril, com suspeita de infarto. Dias depois, morreu no Hospital da Restauração, na região central do Recife.

Segundo a agente de saúde Glaucia Barros de Souza, filha da idosa Severina Barros de Souza, a causa do óbito informada foi traumatismo craniano. Através da assessoria de imprensa, o Hospital Metropolitano Sul Dom Helder Câmara informou que está apurando os fatos junto à equipe assistencial para eventuais providências sobre a ocorrência.

“Ela deu entrada na UPA de Engenho Velho no sábado, dia 4 de abril. Sentia pressão alta, dor no peito e foi para a sala vermelha. A médica disse que ela tinha um princípio de infarto e avisou que transferiria para o Dom Helder. Na quarta pela manhã, ela foi transferida”, contou.

No Dom Helder, Severina já foi direto para a sala vermelha, que é uma ala de urgência que conta com dez leitos. “Ela já chegou lá passando mal e foi para a sala vermelha. À tarde veio um médico, deixou a gente entrar na sala vermelha. Ela mostrava um estado de saúde estável, estava conversando. Na quarta à noite, ela entrou em coma mas voltou rapidamente. Quando foi na quinta-feira, a minha sobrinha foi até a UTI e conversou com ela”.

Segundo Glaucia, a médica que estava no plantão disse que sua mãe poderia ir, em breve, para casa. Como ela apresentou um quadro de melhora, foi transferida para outro setor. Aí que tudo aconteceu. “Na madrugada da quinta para a sexta-feira, minha mãe caiu da cama. E ela teve uma lesão muito forte na cabeça. O laudo dela aponta isso. Minha mãe entrou no hospital com um problema e morreu por causa de outro problema”.

Garantindo estar munida de todos os laudos médicos, Glaucia aponta que o laudo da morte aponta que a causa do óbito foi “traumatismo craniano, ação de instrumento contundente. Queda de um nível a outro”.

“O médico disse a mim que ela caiu da cama. Mas como ela caiu da cama se não podia ficar só? Ela tinha 75 anos e estava sob responsabilidade do hospital”, completou Glaucia.

Na sexta-feira, dia 10 de abril, os médicos do Dom Helder informaram aos familiares que Severina tinha piorado e que voltaria para a sala vermelha. Quando Glaucia chegou ao hospital, ficou sabendo que a mãe tinha caído e estava com hematomas. Foi feita uma tomografia – no Dom Helder – e o traumatismo craniano foi diagnosticado, de acordo com a família. Depois disso, Severina foi transferida para o Hospital da Restauração, no centro do Recife.

“No sábado, me mandaram levar os documentos dela na Restauração. Todos os documentos delas e os meus também. Foi quando comunicaram o falecimento. Mas se a morte foi por traumatismo craniano, foi por negligência do Hospital Dom Helder. Que queda foi essa?”.

Glaucia afirmou que fez uma boletim de ocorrência online na delegacia do Cabo de Santo Agostinho e que também fez uma denúncia ao Ministério Público. “Abrimos uma ocorrência e estou com o número do processo para acompanhar o andamento pela internet. Quero que a justiça seja feita”.

Atestado de óbito de idosa aponta traumatismo como possível causa da morte — Foto: Glaucia Barros/Arquivo pessoal
Inscreva-se em nosso canal!

Sobre pbpeisf

PBPE - Informação Sem Fronteira. As principais notícias do Estado da Paraíba e de Pernambuco você encontra aqui. Confira também os destaques locais das duas cidades irmãs, Itambé-PE e Pedras de Fogo-PB. Notícias, política, entretenimento, cultura, eventos, tecnologia, saúde, educação, esportes, oportunidades e muito mais! Serviços, produtos, downloads, humor, links úteis e notícias do Brasil e do Mundo.

Confira Também

Ariano Suassuna é oficializado como Patrono da Cultura do Estado

Apesar de ser paraibano, o escritor desenvolveu todo seu trabalho intelectual no Recife Oficializada hoje …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.